Alckmin muda tática e vai atacar PT, diz coluna

 

A campanha do candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), decidiu mudar de tática e não vai mais atacar Jair Bolsonaro (PSL). A estratégia agora, segundo a Coluna do Estadão, é mirar a artilharia contra o PT.

De acordo com a publicação, o tucano quer intensificar os movimentos para atrair o eleitorado do capitão da reserva sem atacá-lo diretamente. A saída é vender a ideia de que votar em Bolsonaro pode ajudar a eleger o candidato do PT. Isto porque no segundo turno seriam “todos” contra o militar.

A aposta é que o discurso do voto útil pode atrair os eleitores antipetistas do capitão. A proposta de atacar o PT e não Bolsonaro é defendida na campanha tucana por aliados políticos e também por empresários.

COMPARTILHAR