Campanha de Alckmin refaz vídeo após referência à facção criminosa

 

A equipe do candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, cometeu uma gafe no vídeo divulgado na campanha eleitoral e fez referência à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Após perceber o deslize, um novo vídeo foi produzido, já sem a cena.

O número 1533 condiz com as letras PCC na ordem do alfabeto (P é a 15ª e C é a 3ª). Questionada sobre o motivo da mudança, a equipe de marketing de Alckmin afirmou que eram questões “técnicas”. Confira os vídeos:

COMPARTILHAR