Ivete defende Claudia Leitte após assédio: “Piada idiota e desnecessária”

 

A cantora Ivete Sangalo defendeu a colega Claudia Leitte semanas depois de a loira ter sido assediada por Silvio Santos durante o “Teleton 2018”. Na ocasião, o apresentador disse que não abraçaria a artista para não ficar “excitado”. “O que o Silvio Santos fez não foi engraçado. Foi uma piada idiota e desnecessária. O constrangimento foi mais dele do que dela. Pelo cara que ele é, pelo convívio que ele tem com a gente, Silvio Santos tem de saber que fez uma colocação infeliz”, posicionou-se, em entrevista à revista “Veja”.

“Logo que eu soube do acontecido, mandei uma mensagem para Claudia, às 3 da manhã. Perguntei como ela estava, e ela respondeu que estava tudo bem, que estava ao lado da família. Ressaltei que o importante era que ela estava linda, que as pessoas a amavam e que os filhos tinham muito orgulho dela”, recordou.

Ivete também rebateu argumentos de fãs, que resgataram vídeos em que ela consegue sair pela tangente diante das “brincadeiras” do dono do SBT. “Não somos robôs programados para fazermos todos a mesma coisa. Por acaso, naquele momento, tive jogo de cintura. Poderia não ter tido”.

Vale lembrar que as duas cantarão juntas na gravação do DVD “Live Experience”, realizado no Allianz Parque, em São Paulo. O evento, a ser realizado neste sábado (8), marcará os 25 anos de carreira de Ivete.

Sem rivalidade
Questionada sobre a suposta rivalidade entre entre as duas, a baiana negou e afirmou que isso foi criado por terceiros. “De jeito nenhum! Tenho tanto amor e carinho pela Claudia. O boato de que não somos amigas nasceu porque algumas pessoas estranharam o fato de não sermos vistas juntas. Ora, não é porque somos artistas que temos de sair para tomar sorvete. Cada um tem sua família, seus amigos. Nossa profissão também é muito corrida, é difícil aprofundar qualquer tipo de relacionamento”, assegurou.

“Nunca gostei do que falavam sobre essa suposta rivalidade, nunca gostei das pessoas que acham que falar mal da Claudia perto de mim pode ser uma espécie de chave para entrar no meu mundo. Nas vezes em que isso aconteceu, sempre achei a tal pessoa um lixo, alguém que perdeu a oportunidade de ter uma presença positiva na minha vida”, refletiu.

COMPARTILHAR