Mais dois apartamentos da ex-primeira-dama do Rio vão a leilão

 

Dois imóveis em nome da ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, serão leiloados. Os apartamentos, com valor total estimado em R$ 6,3 milhões, ficam na zona sul do Rio e serão vendidos por decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, com base na Lei de Lavagem de Dinheiro.

Os dois imóveis ficam na Rua Prudente de Morais, em Ipanema, endereço de classe média alta. Um dos imóveis foi avaliado em R$ 3 milhões e o outro, em R$ 3,3 milhões. Pela decisão de Bretas, a venda será feita pelo leiloeiro Renato Guedes, o mesmo que venderá, na próxima terça-feira (4), a mansão de Mangaratiba, avaliada em R$ 8 milhões, e uma lancha, com lance mínimo de R$ 4 milhões, entre outros bens do ex-governador Sérgio Cabral e sua mulher, Adriana, incluindo veículos, totalizando R$ 12,5 milhões.

“Ressalte-se que o objetivo da alienação antecipada é salvaguardar a restituição aos cofres públicos de eventual produto/proveito de crime, de forma que, obviamente, fica resguardado o direito à devolução da quantia em caso de sentença absolutória”, diz Bretas na decisão.

O advogado da ex-primeira-dama, Alexandre Lopes, afirmou que a venda dos dois apartamentos já era esperada, pois haviam sido listados à Receita Federal, e que, em nenhum momento, tinham sido ocultados da Justiça.

“Esses dois imóveis, localizados em Ipanema, desde que adquiridos, passaram a ser declarados à Receita Federal, e, por conta dos processos a que Adriana Ancelmo responde, já foram, inclusive, avaliados, para fins de leilão, pela 7ª Vara Federal Criminal. Nada foi escondido da Justiça”, disse Lopes.

Edição: Nádia Franco

COMPARTILHAR