‘Não está em nossas prioridades’, diz capitão Bruno sobre fiscalização do uso de cerol

O capitão Bruno Ramos, da Polícia Militar, conversou hoje (28) com a Rádio Metrópole sobre o acidente causado pelo uso de cerol em linhas de pipas, que deixou uma vítima neste domingo (26), em Salvador.

“Quem está empinando pipa está fazendo uma atividade de lazer. Temos ‘N’ demandas para atender e não está entre as nossas prioridades fazer essa fiscalização. Até porque, há uma lei municipal que restringe esse tipo de artifício”, explicou.

Segundo ele, antes de tudo, deve ser feita a conscientização da população: “Precisamos entender que a diversão não pode estar associada ao risco com tantas outras pessoas que utilizam a via – crianças, pessoas”.

“É necessário entender também que não são criminosos, são pessoas que estão se divertindo, mas isso é uma diversão perigosa a partir do momento que é associada ao cerol”, finalizou.

Fonte: metro1

COMPARTILHAR