PF investiga participação de segundo suspeito em ataque a Bolsonaro

A Polícia Federal informou que investiga a participação de um segundo suspeito no ataque contra o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro.

De acordo com a PF, o suspeito foi detido ontem (6) e liberado, já que não houve elementos para a prisão em flagrante. Entretanto, a pessoa segue sendo investigada.

Bolsonaro foi atacado por Adélio Bispo de Oliveria, que está preso, enquanto era carregado nos ombros por apoiadores. Na madrugada de hoje (7), Adélio foi transferido para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Segundo o advogado de Adélio, Pedro Augusto Lima Possa, o cliente assumiu a autoria do atentado. O responsável pelo ataque teria agido por “motivações religiosas, de cunho político”. “Ele não tinha intenção de matar, em momento algum. Era só de lesionar”, afirmou o defensor.

COMPARTILHAR