Anitta fala sobre a sua bissexualidade e diz que amigos gays temem governo de Bolsonaro

PRT - ROCK-IN-RIO-ANITTA - INTERNACIONAL - A cantora Anitta se apresenta no Rock In Rio Lisboa 2018, em Portugal, neste domingo (24). 24/06/2018 - Foto: RICARDO GOMES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

 

Anitta, 26, falou nesta quinta-feira (11) abertamente sobre a sua bissexualidade. Em entrevista ao site espanhol Shangay, canal de comunicação LGBT, a cantora disse que contou para os pais sobre a sua orientação sexual na adolescência e que a família sempre a respeitou. Ela está em Madri, na Espanha, para divulgar o seu novo álbum, Kisses.

“Meus pais e meu irmão sabem desde que tenho 13 ou 14 anos. Todos vivem tranquilo, com normalidade. Tive muita sorte com minha família. Não é como se minha mãe adorasse isso, mas sempre me amou como sou e me respeita. Meu irmão não encarou tão bem na adolescência, porque às vezes eu roubava algumas de suas pretendentes”, contou ela, aos risos.

Anitta também se mostrou preocupada com o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em relação aos gays e ao meio ambiente. Durante as eleições, depois de ser pressionada a se manifestar, a cantora aderiu ao movimento #EleNão contra Bolsonaro.

“Meus amigos gays no Brasil têm medo do que pode acontecer, mas sabemos que somos muito fortes. As pessoas que votaram no presidente [Bolsonaro] pensaram nas mudanças que isso poderia causar na economia, na educação e na luta contra a violência, e eu tenho que respeitar isso. O problema surge quando vemos que temos um presidente com preconceitos. E também estou muito preocupada com o meio ambiente. Temos que cuidar do nosso mundo, independente de ser gay, rico, pobre, religioso ou não”, disse.

Na entrevista, Anitta afirmou que não queria revelar a bissexualidade diretamente para a imprensa, porque tinha medo de como o assunto seria tratado. “A mídia está sempre procurando cliques e polêmicas, talvez eles a [a bissexualidade] tivessem tratado de uma maneira que não fosse respeitosa.”

A orientação sexual da cantora se tornou pública em 2018, pouco antes do lançamento do clipe da música “Não Perco Meu Tempo”. No vídeo, Anitta beija 29 pessoas na boca, entre homens e mulheres. “Queria contar isso com absoluta normalidade, porque é algo que qualquer um pode experimentar, e eu esperei pelo momento perfeito para fazê-lo. Agora estou em um lugar onde muitas pessoas me ouvem, e eu também queria aproveitar isso para poder fazer a diferença”, revelou ela.

A cantora disse, ainda, que gosta da montagem de capa de Kisses, em que aparece beijando ela mesma. “É verdade que nunca tive um relacionamento duradouro com uma mulher, ou não me lembro. Vamos ver se agora alguém ofendido aparece dizendo que eu esqueci dela! [risos] Aqui eu não me importo de tratar essa questão [bissexualidade] porque esse é o meio que é, mas é algo que eu nunca usei para promover meu trabalho. Eu só quero que as pessoas vejam que é normal. Eu sei que há pessoas que não têm coragem de dizer isso, mas eu não as julgo. Eu entendo que é difícil enfrentar”. Questionada sobre quem gostaria de beijar, a cantora falou que seria Rihanna.

COMPARTILHAR