Brechas no CTB e imprudência estimulam acidentes, diz coordenador de educação no trânsito do Detran-BA

Dois atropelamentos coletivos marcaram esta semana na praia de Copacabana no Rio de Janeiro e no bairro de Itapuã em Salvador. No Rio, um bebê de oito meses morreu e 17 pessoas ficaram feridas, quando um veículo invadiu o calçadão, atropelou as vítimas, e parou na areia da praia, na última quinta-feira (18). O motorista alegou ter sofrido um ataque epilético ao volante. Neste sábado (20), no bairro de Itapuã, um motorista perdeu o controle, colidiu com outro, e atropelou 15 pessoas que estavam em um ponto de ônibus, entre elas, duas crianças. Não houve vítima fatal, mas alguns tiveram ferimentos graves. O motorista fugiu do local e ainda não teve sua identidade revelada pela polícia.

[Brechas no CTB e imprudência estimulam acidentes, diz coordenador de educação no trânsito do Detran-BA]
21 de Janeiro de 2018 às 19:50 Por: Leitor / BNews Por: Tony Silva04comentários
Dois atropelamentos coletivos marcaram esta semana na praia de Copacabana no Rio de Janeiro e no bairro de Itapuã em Salvador. No Rio, um bebê de oito meses morreu e 17 pessoas ficaram feridas, quando um veículo invadiu o calçadão, atropelou as vítimas, e parou na areia da praia, na última quinta-feira (18). O motorista alegou ter sofrido um ataque epilético ao volante.

Neste sábado (20), no bairro de Itapuã, um motorista perdeu o controle, colidiu com outro, e atropelou 15 pessoas que estavam em um ponto de ônibus, entre elas, duas crianças. Não houve vítima fatal, mas alguns tiveram ferimentos graves. O motorista fugiu do local e ainda não teve sua identidade revelada pela polícia.
Ainda no sábado (20), no município de Santo Antônio de Jesus, um idoso, identificado pelo prenome de Manuel ficou gravemente ferido ao ser atropelado por um carro cujo motorista também perdeu o controle, invadiu a calçada e atingiu a banca de frutas onde ele trabalhava.
Segundo informações publicadas pelo Blog do Valente, o idoso foi atendido e conduzido por uma equipe do Samu para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. Assim como o autor dos atropelamentos de Itapuã, o motorista que invadiu a calçada em Santo Antônio, também fugiu do local do acidente. Ainda conforme a imprensa local, testemunhas afirmam que ele parecia estar alcoolizado.

O BNews entrou em contato com o coordenador de segurança e educação para o trânsito do Detran-BA, Carlos Moura. Ele apontou algumas deficiências que resultam em acidentes como os ocorridos nesta semana. Moura também falou de ações educativas que atendem crianças, jovens e adultos e chamou atenção dos motoristas para um trânsito seguro.

Segundo Moura, imprudências que resultam em atropelamentos coletivos como no Rio e em Salvador existem por causa das brechas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e a falta de consciência dos motoristas. “Um exemplo é o motorista do Rio de Janeiro. Ele estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) caçada. É uma norma burocrática que não o impede dele dirigir, ou seja, ele estava com a CNH caçada, mas ainda assim estava na rua podendo dirigir, isso é uma brecha do CTB”, avalia.


Moura ainda destacou a sensação de impunidade que segundo ele, estimula a imprudência no volante. “Somada as tais brechas no CTB, as pessoas acreditam também na impunidade, e começam a dirigir sem respeitar as leis de trânsito e colocam assim as vidas em risco, não apenas delas, mas também de outras pessoas, como aconteceu agora recentemente no Rio de Janeiro e ontem esta fatalidade em Itapuã”, pontua.

O coordenador de segurança e educação do Detran-BA também destacou a influência do verão e o esforço dos órgãos estaduais para diminuir acidentes, mas admitiu depender totalmente da consciência dos motoristas.

“Jovens ao volante e todo esse clima de verão que estimula o consumo de álcool e o excesso de velocidade terminam levando as pessoas a cometerem delitos e colocarem em risco a sua vida e de terceiros. Acredito nos órgãos de trânsito da capital baiana e do estado da Bahia. O Detran-BA tem feito um esforço muito grande através da operação ‘Paz no Trânsito’, para fiscalizar e inibir essas questões. A gente tem tido um bom resultado”, comenta Moura que destaca a responsabilidade do condutor. “A gente não tem condições de colocar um agente ao lado de cada motorista, então o motorista atrás do volante precisa ter a consciência da sua responsabilidade”.

Carlos Moura informou que estão sendo intensificadas ações de conscientização em diversos eventos em Salvador, a exemplo da Arena Fonte Nova na noite deste sábado (20) e neste domingo (21). “Hoje temos equipes fazendo simulação do bafômetro das festas que estão acontecendo, por exemplo na Bahia Marina. Então estamos levando essa conscientização as pessoas. As pessoas já sabem, aqueles que passaram pela autoescola, mas mesmo assim vamos levar essa conscientização”.

Moura também destacou a ausência de educação de trânsito nas escolas, como um ponto a ser corrigido pelos motoristas que tiveram essa lacuna. “Nossas gerações não passaram por uma formação inicial na época escolar. Procuramos corrigir hoje essa ausência sobre educação de trânsito do passado”, comenta educador de trânsito que também informou. “O Detran-BA tem projetos educativos que já atenderam 80 mil jovens do ensino médio, além de outros ações educativas para crianças”.

O coordenador de educação e segurança do Detran-Ba também ressaltou que: “a falta de educação no trânsito é uma extensão da falta de educação do indivíduo. Se o cidadão na sua fase de criança, adolescente, jovem, ele não tem acesso à educação. Ele vai resultar no pedestre, condutor ou passageiro mal educado”.

O consumo de álcool ainda é uma das maiores imprudências cometidas por muitos motoristas. Moura frisou a conhecida frase: “Se beber não dirija” e alertou: “O cidadão que vai conduzir o veículo, ele precisa levar para o volante, para a sua condução a consciência”.

Segundo o coordenador, as rodovias da capital baiana com maiores índices de acidentes nos finais de semana são avenidas Luiz Viana Filho (Paralela), Mário Leal Ferreira (Bonocô) e Afrânio Peixoto (Suburbana). Ele aproveita para deixar uma mensagem aos motoristas: “Na tarde de domingo as pessoas estão voltando da praia, dos seus encontros familiares, depois de consumirem álcool muitos insistem em dirigir e colocam vidas em risco. Então nós pedimos a todo mundo prudência e responsabilidade na hora de conduzir um veículo”, encerra.

COMPARTILHAR