Direita faz hoje manifestação em Salvador

 

Os movimentos de direita da Bahia (DIB – Direita Independente da Bahia, Nas Ruas, Bolsonarianas da Bahia e Militância Direita Salvador) realizam hoje, 17, a partir das 9h, no Farol da Barra, uma manifestação de protesto pedindo o impedimento do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), revogação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que permite autoridades se aposentaram compulsoriamente apenas aos 75 anos de idade, e não aos 70 como os demais cidadãos, e aprovação do pacote anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Outro destaque, e o principal da manifestação, é aprovação da PEC da prisão já depois da condenação em 2ª instância, revogada na semana passada pelo STF por 6 a 5 com a mudança de posicionamento da ministra Rosa Weber.

A decisão permitiu a liberdade imediata para o ex-presidente Lula, o ex-ministro José Dirceu e o ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo, os condenados na Operação Lava Jato e o pessedista pelo Mensalão Mineiro, e que cumpriam prisão depois que o Supremo Tribunal Federal entendeu que já cabia após a condenação em 2ª instância.

Apoio a Bolsonaro

Manifestação busca mostrar à população brasileira apoio irrestrito ao presidente Jair Bolsonaro, ao ministro Sérgio Moro e as mudanças estruturas no Brasil. Além disso, devem denunciar os deputados federais e estaduais que mudaram de posição retirando apoio a Bolsonaro, que está deixando o PSL. Na Bahia, um dos alvos é a deputada Dayane Pimentel, mulher do hoje secretário de Esporte e Lazer de Salvador, Alberto Pimentel, que se aliou a ACM Neto.

COMPARTILHAR