Dois casos suspeitos de intoxicação por óleo são investigados em Ilhéus

 

Dois casos suspeitos de intoxicação pelo óleo que atinge o litoral do Nordeste do Brasil são investigados em Ilhéus, na região sul da Bahia. Os casos envolvem pessoas que tiveram contato com o óleo e relataram o aparecimento de sintomas que surgiram logo depois. A Vigilância em Saúde Ambiental e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) apuram as ocorrências.

Morador de Teófilo Otoni (MG), o turista Anderson Gabriel, de 38 anos, entrou na água por cerca de 40 minutos e saiu quando o corpo começou a arder. Segundo a Secretaria de Saúde de Ilhéus, ontem (4), ele teve uma piora em seu estado de saúde e precisou ser internado no Hospital do Cacau. Ele passou a apresentar novos sintomas desde domingo (3), quando percebeu sangue nas fezes.

O outro caso sob investigação é o da ativista ambiental Claudia Santana, que atuava como voluntária recolhendo a substância nas praias de Ilhéus até o dia em que passou mal. “Foi muita dor de cabeça, imensurável, muita dor no estômago, tontura enjoo e muito confusa. Eu desconfiei logo que só poderia ser do óleo”, afirmou, em entrevista à TV Santa Cruz, afiliada da Rede Bahia na região.

Desde o surgimento das primeiras manchas no município, aproximadamente 16 toneladas de óleo já foram recolhidas em 60 km de praias. Ontem, no entanto, não houve aparecimento de novas manchas na região. A prefeitura afirmou que as praias estão liberadas.

COMPARTILHAR