Dupla envolvida no latrocínio de PM em shopping integra quadrilha especializada em saidinhas bancárias; dois estão foragidos

Presos no mês de outubro, Eduardo Santos de Araújo, conhecido como Dudu, de 37 anos, e Marcelo de Moura Fernandes, 34, confessaram participação no latrocínio do subtenente da Polícia Militar, Fabiano Fortuna e Silva, 40 anos, ocorrido no dia 28 de setembro, no estacionamento do Shopping Paralela, em Salvador. A dupla foi apresentada na manhã desta quarta-feira (29), no Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro da Pituba.
O subtenente foi morto após realizar um saque no valor de R$ 4 mil na agência do Banco do Brasil, localizada na Sussuarana. De acordo com o delegado Odair Carneiro, da Força-Tarefa que investiga crimes contra policiais, Eduardo e Marcelo integram uma quadrilha especializada em saidinhas bancárias.
No dia do crime, Marcelo estava no mesmo banco onde o PM realizou o saque e passou as informações para os comparsas que o aguardavam do lado de fora da agência. “Por volta das 15h, o subtenente Fortuna fez o saque e o Marcelo que também estava no banco, o viu sacando o dinheiro e avisou aos outros integrantes da quadrilha que estavam a sua espera do lado de fora da agência. Depois eles seguiram o subtenente até o shopping, onde ele ia fazer um depósito”, explicou o delegado.

Segundo o delegado, apesar dos dois suspeitos terem sido presos em outubro, a apresentação deles só ocorreu quase um mês depois “para não atrapalhar as investigações”, já que dois suspeitos de participar do crime continuam foragidos: Michel da Silva Nascimento, apontado como autor do disparo que matou o policial, e Luís Eduardo Santos Ribeiro, conhecido como Chapão, que conduzia a motocicleta utilizada na ação.
Ainda conforme Odair Carneiro, as imagens das câmeras de segurança da Avenida Paralela, registradas no dia do crime, ajudaram a identificar os criminosos. “Nas imagens, é possível ver que Eduardo, Michel e Marcelo seguiram o policial a bordo de um veículo Corsa, que pertence ao Eduardo, já o Chapão [Luís Eduardo] seguiu em uma motocicleta. Próximo do shopping, Michel desce do carro e vai para a garupa da moto e seguem o policial até o estacionamento do shopping, onde praticaram o crime”, explicou. Na ação, os criminosos roubaram a arma do policial que ainda não foi encontrada. O dinheiro não foi levado pelo grupo.

Prisões

Marcelo foi preso no dia 30 de outubro, no Vale dos Barris, por equipes do DHPP. Segundo a polícia, ele já estava sendo procurado por roubo e tentativa de latrocínio. Já Eduardo, foi localizado no bairro do IAPI, no dia 23 de outubro, por policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV). Ele estava a bordo de um veículo roubado.

COMPARTILHAR