Ex-presidente da Câmara de Encruzilhada e mais três presos em operação da PF são soltos

Dos 13 presos na última quinta-feira (23), durante a Operação Lateronis, da Polícia Federal em com o Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria Geral da União (CGU), quatro foram soltos um dia depois. A sentença foi assinada pelo juiz federal Diego Carmo de Souza na sexta-feira (24), suspendendo a prisão temporária de cinco dias.

Foram soltos o ex-presidente da Câmara Municipal da cidade de Encruzilhada, Sérgio Cavalcante dos Santos, o pregoeiro da prefeitura de Encruzilhada, Salustiano Ferreira da Silva Neto, o chefe de gabinete do ex-vereador Sérgio, Rodolfo Santos Machado e o ex-servidor da prefeitura de Encruzilhada, Paulo César Lima Brito.

No entanto, foram mantidas restrições aos quatro que foram liberados. Eles devem ficar em seus endereços e atender as convocações, além das restrições de cargo público, de não manter contato com investigados e estão proibidos de ingressar nos órgãos públicos envolvidos. Além disso, eles têm permissão para sair de casa, mas não para viajar.

Os outros nove envolvidos continuam presos por tempo indeterminado. Além da cidade de Encruzilhada, a Operação foi realizada também nos municípios de Barra do Choça, Cândido Sales, Condeúba, Ribeirão do Largo, Gandu, Itambé, Jequié, Piripá, Vitória da Conquista, Tanhaçu, Ipirá, Salvador, Barreiras, Luís Eduardo Magalhães e Formosa do Rio Preto, na Bahia, e Mata Verde, em Minas Gerais.

COMPARTILHAR