Ex-presidente do Vitória nega rombo no clube: “fui o único que não explodiu o orçamento”

O ex-presidente do Vitória, entre 2016 e 2017, Ivã de Almeida resolveu falar após longo período “sumido”. Em entrevista no último sábado (20) à Metrópole FM, o ex-cartola do clube negou ter deixado o clube endividado e apostou até seu carro para sustentar sua tese.

“Toda a minha preocupação era afetar o elenco do clube. Ele foi muito afetado pelo que foi divulgado. Quando falam que eu endividei o clube, eu aposto meu carro com quem quiser provar que eu endividei o clube. Não endividei o clube. Esses R$ 40 milhões foram uma mentira que virou verdade no clube. O próprio Raimundo Viana não comenta essa história. Quem faz bandeira com esse assunto são uns outros opositores, que eu acho legítima as agressões. Fui agredido também por quem não era oposição”, afirmou Ivã.

De acordo com Ivã, as supostas agressões sofridas por ele estão em um “portfólio” guardado pelo dirigente e reforça que foi o único presidente que não ultrapassou o orçamento.

“O que mais me chateou foram agressões de pessoas do meu grupo. Asseguro que 90% do que colocam em minhas costas eram mentira, muito ?fake news? foi criado. A primeira é essa de ter endividado o clube. Posso garantir que não endividei o clube, fui o único presidente na história do clube que não explodiu o orçamento”, declarou.

Ao ser questionado sobre o paradeiro do dinheiro que estava nas contas do Vitória durante sua gestão, Ivã de Almeida afirmou que não mexeu no montante. Porém, o ex-cartola declarou que chegou a utilizar parte do dinheiro para cobrir gastos que foram surgindo ao longo da gestão.

“Essa conta, de vez em quando chegava a dívida de um ou outro. Por exemplo, a de Escudero era de R$ 1 milhão, chegou e pagou com essa conta. Cárdenas também, pagou-se dessa conta. IPTU a mesma coisa. A conta nunca entrou nesse orçamento. Em julho, quando me licenciei, não mexi em nenhum real. Se mexeu-se depois nessa conta, quem mexeu é quem tem que falar”, disse.

Para finalizar, Ivã de Almeida alfinetou opositores e falou sobre membros da atual gestão, encabeçada por Ricardo David, que foi derrotado pela chapa composta por ele nas eleições de 2016.

“Muita coisa foi falada. A sensação que eu tinha, desde o início da gestão, quando tinha muita gente apavorada da oposição, que não se conformava em ter perdido uma eleição daquela, era essa. Muita gente que está aí e que vocês acham que são preparados, na verdade não são”, ressaltou.

COMPARTILHAR