Ex-produtor de Hollywood paga R$ 102 mi a mulheres vítimas de assédio

 

Os advogados que estão representando o produtor de Hollywood Harvey Weinstein chegaram a um acordo de US$ 25 milhões (R$ 102 milhões) com um grupo de mulheres que o acusam de abuso sexual.

Nos termos do acordo, o ex-produtor não será obrigado a admitir a culpa ou pagar ele mesmo às acusadoras, segundo o site americano TMZ.

Mais de 30 mulheres que acusaram Weinsten de vários abusos, dividirão o valor do acordo e, em troca, todas as acusações contra ele e sua casa de produção, a The Weinstein Company, serão retiradas.

“Eu não acho que tem algum acordo melhor para fazer”, disse Genie Harrison, advogado de uma das vítimas, ao jornal The New York Times. “Nós realmente fizemos tudo o que podíamos, dadas as circunstâncias, e é importante que as outras vítimas saibam disso, falem e consigam a melhor compensação que puderem”, justifica.

Weinstein continua em liberdade sob fiança até o julgamento que acontecerá em janeiro de 2020. Na quarta-feira, durante a audiência, sua fiança foi para US$ 5 milhões (R$ 20,5 milhões), por causa de violações no dispositivo de monitoramento.

Conduta inapropriada do produtor:

A atriz Charlize Theron revelou que Harvey Weinstein era ‘muito, muito bom’ em colocar as atrizes umas contra as outras na hora de escolhê-las para algum projeto seu. Ela atacou o ex-chefão de Hollywood e alegou que ‘ele não tinha limites’ quanto à maneira como fazia as atrizes sentirem que estavam em uma competição entre elas, chegando a mentir sobre ter tido relações com uma ou com outra, para lhes beneficiar com algum papel, somente para persuadir a nova vítima a fazer o mesmo com ele.

“Sim, e ele fez isso com todo mundo. Colocar as mulheres uma contra a outra? Ele era muito, muito bom nisso. Havia muito, tipo, ‘Bem, eu estou conversando com Gwyneth [Paltrow] para este filme …’… Uma das falas era que Renée [Zellweger] e eu dormimos com ele para conseguir trabalho. Não havia limite para ele. Mesmo falando de favores sexuais, ele ainda nos colocava uma contra a outra”, assegurou a atriz.

COMPARTILHAR