Helena Witzel habilitou escritório um mês antes de assinar contrato com investigados

 

Oescritório de advocacia de Beleza Witzel, mulher do do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi habilitado um mês antes da primeira-dama assinar o contrato com a Bioslab. Os donos da empresa foram presos na Operação Favorito.

Segundo o Uol, apesar de o escritório ter sido criado oficialmente em março de 2018, a empresa só “passou a estar apta a emitir notas fiscais no dia 28 de junho de 2019 – cerca de um mês antes da assinatura do contrato com a Bioslab”.

Os repasses da Bioslab ao escritório de Helena embasaram os pedidos de busca e apreensão que tiveram como alvo o Palácio Laranjeiras nesta semana.

COMPARTILHAR