Marcelo Yuka, fundador d’O Rappa, morre no Rio de Janeiro

 

Ele estava internado desde o dia 2 de janeiro, após sofrer um AVC. Em 2000, Yuka foi atingido por tiros e ficou paraplégico ao tentar impedir um assalto

O músico e compositor Marcelo Yuka, um dos fundadores da banda O Rappa, morreu na noite de sexta-feira (18), aos 53 anos, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo Hospital Quinta D’or na madrugada deste sábado (19).

Yuka estava internado em estado grave com um quadro de infecção generalizada. O músico sofreu um acidente vascular-cerebral (AVC) no dia 2 de janeiro. No meio do ano passado, ele já havia tido outro AVC.

Em 2000, Yuka ficou paraplégico ao ser atingido por nove tiros enquanto acontecia um assalto a uma mulher na Tijuca, na Zona Norte do Rio.

Trajetória

Marcelo Fontes do Nascimento Viana de Santa Ana, o Marcelo Yuka, nasceu no Rio de Janeiro em 1965, foi um dos fundadores da banda O Rappa. No grupo, era o baterista e principal compositor até a saída, em 2001.

Com a banda, chegou ao sucesso com o segundo disco, “Rappa Mundi”, em 1996. Em 2000, foi atingido por tiros ao tentar impedir um assalto e ficou paraplégico.

Yuka escreveu letras sobre temas como violência urbana, racismo e desigualdades sociais. “Minha alma (a paz que eu não quero)”, “Me deixa” e “Todo camburão tem um pouco de navio negreiro”, por exemplo, foram escritas por ele.

COMPARTILHAR