Morre ator da série de TV ‘James West’

 

Robert Conrad, ator americano conhecido por estrelar na década de 1960 a série de televisão “James West”, morreu aos 84 anos, informou a imprensa americana. “Ele viveu uma vida maravilhosamente longa e, embora a família esteja triste com seu falecimento, sabe que viverá para sempre em seus corações”, disse Jeff Ballard, porta-voz da família Conrad à revista People.

Depois de trabalhar como leiteiro e tentar o sucesso no mundo dos cantores de boates, a carreira de Conrad decolou em 1959, quando fez parte do elenco da série de televisão “Hawaiian Eye”, onde interpretou o detetive Tom Loopaka. Depois, entre 1965 e 1969, foi o agente do serviço secreto James T. West em “James West”, uma série em que ele e seu companheiro Artemus Gordon (Ross Martin) exploravam o oeste dos Estados Unidos durante a presidência de Ulisses. S. Grant.

A série serviu de base para o filme de 1999 “As Loucas Aventuras de James West”, um fracasso para a crítica em que Will Smith interpretou West e Kevin Kline. Conrad classificou o longa como “patético” quando, em 2000, apareceu inesperadamente na premiação do Framboesa de Ouro, o prêmio das piores produções de Hollywood, segundo o The Hollywood Reporter.

Ele foi indicado ao Globo de Ouro em 1978 por sua atuação na série “Baa Baa Black Sheep”, um drama da Segunda Guerra Mundial no qual interpretou o piloto Greg “Pappy” Boyington.

Conrad, que praticava boxe e artes marciais, era famoso por realizar as próprias acrobacias nos filmes e uma vez caiu de uma altura de mais de quatro metros no chão de cimento enquanto filmava “James West”. Segundo o THR, os executivos da produção temiam perder a estrela e tentaram sem sucesso que ele tivesse um dublê, mas o próprio ator explicou em 2006 ao Archive of American Television que não usar o recurso o ajudou a obter papéis de protagonista.

Ele participou de cerca de 20 filmes e trabalhou como cantor, gravando várias músicas no final dos anos 50 e início dos 60 como Bob Conrad, aposentando-se da vida artística em 2002. Conrad deixa oito filhos e 18 netos, informou a People.

COMPARTILHAR