Pobreza aumenta no Brasil, diz relatório do Banco Mundial

 

O Banco Mundial divulgou hoje (4) um relatório que afirma o aumento da pobreza no Brasil entre 2014 e 2017, atingindo 43,5 milhões de pessoas. O documento informa que 7,3 milhões de brasileiros passaram a viver com até US$ 5,50 por dia nesse período.

O relatório afirma que os programas sociais podem ser os mais eficazes amortecedores dos choques econômicos.

“A região deve desenvolver, além dos programas estruturais existentes, ferramentas de rede de segurança social que possam apoiar os pobres e os mais vulneráveis durante o ciclo de baixa nos negócios”, afirma o documento.

O Banco Mundial afirma que a América latina e Caribe é a região com os indicadores mais voláteis em todo o mundo por ser exposta a fatores externos (como preços das commodities e liquidez internacional) e instabilidades institucionais e políticas.

Três indicadores foram analisados pelo Banco Mundial: O Banco Mundial analisou três indicadores: taxa de desemprego, pobreza e necessidades básicas insatisfeitas (habitação, educação e saneamento).

COMPARTILHAR