Polícia Federal recolhe câmera do Planalto que registrou reunião do dia 22

 

Seis agentes da Polícia Federal (PF) descaracterizados recolheram nesta segunda-feira (25) a câmera do cinegrafista Andriely Cirino, que registrou a reunião ministerial do dia 22. As informações são do site O Antagonista.

De acordo com a publicação, Cirino é tenente do Exército e foi contratado pelo porta-voz do presidente da República, general Rêgo Barros.

O vídeo da reunião ministerial foi divulgado no último dia 22 após determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello. Na imagem, Jair Bolsonaro afirma que vai interferir, se preciso, em todos os ministérios.

COMPARTILHAR