Setor de serviços na Bahia tem alta de 1,3% de julho para agosto, diz IBGE

 

Na passagem de julho para agosto, o volume do setor de serviços na Bahia cresceu 1,3%, após ter registrado alta de 2,5% na passagem de junho para julho, segundo dados divulgados hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado do estado ficou bem acima da média nacional (-0,2%) e foi o terceiro maior avanço dentre as unidades da Federação, ficando abaixo apenas dos desempenhos de Roraima (3,9%) e Espírito Santo (2,8%).

Já na comparação com agosto de 2018, o volume de serviços na Bahia recuou (-3,7%). Foi o terceiro resultado negativo consecutivo no estado, no confronto com o mesmo mês do ano passado (o setor já havia caído 6,9% em junho e 4,9% em julho), e um desempenho pior que a média nacional (-1,4%).

Com os resultados de agosto, o setor de serviços na Bahia acelerou novamente seu ritmo de queda tanto no acumulado no ano de 2019 quanto em 12 meses, chegando a -1,5% e -1,9% respectivamente (em julho, esses índices haviam sido de -1,2% e -1,5%). Ambos os resultados seguem bem abaixo da média nacional (0,5% no acumulado em 2019 e 0,6% nos 12 meses encerrados em agosto).

A queda em agosto de 2019 frente ao mesmo mês do ano passado foi puxada pela atividade de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-8,2%), que tem o maior peso na estrutura do setor de serviços no estado. Os serviços de informação e comunicação (-2,4%) foram a segunda principal influência negativa.

COMPARTILHAR