Sothis: delator diz que foi coagido por ex-gerente da Transpetro a pagar propina

Em sua delação premiada, o executivo Luiz Fernando Nave Maramaldo, da NM Engenharia, disse que foi coagido pelo ex-gerente da Transpetro, José Antônio de Jesus, a pagar propina para o PT. O ex-gerente foi preso nesta terça-feira (21) na 47ª fase da Lava Jato, batizada de operação Sothis.

Ao Ministério Público Federal, Maramaldo contou que, ao ser procurado por José Antonio, comentou que os pagamentos já eram feitos a Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro. De acordo com publicação da revista Época de setembro passado, o gerente da subsidiária respondeu que “Sérgio Machado era do PMDB”, assim, José Antônio era do PT.

O executivo também ouviou do ex-gerente que a vida da empresa NM Engenharia ficaria complicada, caso os repasses não fossem feitos.

Notícias relacionadas:

COMPARTILHAR